sábado, 14 de novembro de 2009

Filme: Alvin e os Esquilos


Oi pessoal! Tudo bem? Deus abençõe a todos! Eu estou muito bem, graças a Deus! Hoje, tô de volta, especialmente, para atender aos pedidos que estão me fazendo para dar mais dicas de filmes. ok?
Este foi o primeiro filme que assistimos neste ano, mas esta também é uma boa dica para uma confraternização de suas crianças no fim do ano. Quando resolvi exibí-lo para a criançada pensei que como estávamos começando as nossas atividades do ano, naquele dia proporcionaria à eles apenas uma hora de entreterimento para reunir a turma, mas como sempre assisto aos filmes antes de exibí-los, notei que ele poderia transmitir muito mais apesar de parecer apenas um filminho divertido.
Divertido ele é realmente, tem muita música e dança, elementos que os pequenos gostam muito, mas, além disso, Alvin e os Esquilos ensinam algumas lições a crianças e adultos.
Alvin, Simon e Teodoro são três esquilinhos que falam, cantam, dançam e que fazem uma tremenda bagunça. Quando entram na vida de Dave, um compositor e músico decadente, que busca um sentido na vida, mesmo sem saber, eles realmente transformam o seu dia-a-dia. Os esquilos representam crianças que fazem o que quer e que precisam de correção e disciplina, que precisam de um lar, que precisam de amor que educa.
A príncipio, Dave aceita o desafio visando um relacionamento profissional. À medida que o tempo passa, Dave sente que os esquilos significam mais para ele, que eles deram um novo sentido para sua vida e com isso Dave descobre o valor de se ter uma família.
Já os esquilinhos indisciplinados aprendem sua lição da maneira mais difícil. Enganados por um produtor e agente de markenting ganancioso chamado "Tio Yan" ficam deslumbrados pelas coisas que ele pode lhes dar e acabam deixando Dave para morar com Yan em sua mansão, mas como tudo o que vem fácil, acaba fácil também, logo os pequenos esquilos percebem que este Amor de Yan era falso, pois ele suga até a última gota de energia dos esquilinhos para saciar sua sede de poder, fama e dinheiro.
Ao final do filme as crianças, quase que automaticamente, percebem que o mais importante na vida não é o que as pessoas podem nos dar de coisas materiais, mas sim de sua presença sincera e afetuosa e que quando um pai ou uma mãe corrige seu filho, não é porque eles não o amam, mas sim porque querem evitar sofrimentos futuros.
SE VOCÊ AINDA NÃO ASSITIU, VALE A PENA CONFERIR!

2 comentários:

diversaosadia disse...

Oi Raquel,tô meio sumido né.
É devido ao a realização do projeto de meu sonho.
Minha casa.
Bom... passei aqui só para desejar a vc e aos seus um Feliz e Santo Natal e que ano que vem Papai do céu continue iluminando e realizando tudo que possa contribuir para sua salvação e salvação dos seus.
LSNSJC.
PSSL

diversaosadia disse...

Oi Raquel, obrigado pela visita.
A Paz do Senhor Jesus esteja contigo e com os seus tbm.

Minha família tá bem.
Já estou morando na casa nova.
Tô curtindo de montão.

Abraço.